Jump to content
BritneySpears.com.Br: Rebellion

Lucy Wagner

Membro
  • Content Count

    1,079
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    3

Reputation Activity

  1. Haha
    Lucy Wagner reacted to InTheJudgment for a status update, New era is COMING!! STREAM NOW!! Britney Spears - I Feel So Free With You (feat Samue   
    New era is COMING!! 
    STREAM NOW!!
    Britney Spears - I Feel So Free With You (feat Samuel Ingham, Brenda Penny, Loeb&Loeb & Bessemer Trust)
     
     
  2. Like
    Lucy Wagner got a reaction from Criminal for a status update, Visão. Depois da postagem sobre Britney sendo flagrada andando numa trilha, isso fico   
    Visão. Depois da postagem sobre Britney sendo flagrada andando numa trilha, isso ficou mesmo na minha cabeça. E quando estava estudando ao som de uma linda canção, só veio a Britney na minha cabeça.
    Queria muito que ela fizesse um cover dessa música, ficaria lindo na voz dela.
    Imagino ela com um vestido e véu azul de veludo carregando um bebê em meio há uma floresta europeia quase na iminência do outono, ou ela com um lindo e longo vestido branco balançando num balanço em uma montanha no por do Sol. 

     
  3. Like
    Lucy Wagner got a reaction from Ley for a status update, Visão. Depois da postagem sobre Britney sendo flagrada andando numa trilha, isso fico   
    Visão. Depois da postagem sobre Britney sendo flagrada andando numa trilha, isso ficou mesmo na minha cabeça. E quando estava estudando ao som de uma linda canção, só veio a Britney na minha cabeça.
    Queria muito que ela fizesse um cover dessa música, ficaria lindo na voz dela.
    Imagino ela com um vestido e véu azul de veludo carregando um bebê em meio há uma floresta europeia quase na iminência do outono, ou ela com um lindo e longo vestido branco balançando num balanço em uma montanha no por do Sol. 

     
  4. Like
    Lucy Wagner reacted to Garoto Fatal for a status update, Olá, boa noite. Tudo bem? Criei um grupo da Brit no whats, gostaria de entrar? Será m   
    Olá, boa noite. Tudo bem? Criei um grupo da Brit no whats, gostaria de entrar?
    Será muito bem-vindo (a). Segue link abaixo:
    https://chat.whatsapp.com/CHqrOg7bKuK4OdxbFIBJ9e
  5. Like
    Lucy Wagner got a reaction from tandyi for a status update, Um dos melhores vídeos da carreira   
    Um dos melhores vídeos da carreira
     
  6. Like
    Lucy Wagner got a reaction from Ley for a status update, Um dos melhores vídeos da carreira   
    Um dos melhores vídeos da carreira
     
  7. Like
    Lucy Wagner reacted to Criminal for a status update, GENTE Os números dos horários em que ela fala que vai dormir dão a hora exata de Froz   
    GENTE
    Os números dos horários em que ela fala que vai dormir dão a hora exata de Frozen em que ela fala "you have to tell them to let me go" (vc tem que dizer a eles pra me soltar/deixar ir) 
  8. Like
    Lucy Wagner reacted to Criminal for a status update, Lindsay tá ajudando o #FreeBritney financeiramente   
    Lindsay tá ajudando o #FreeBritney financeiramente 
  9. Like
    Lucy Wagner reacted to nanabs for a status update, BOA TARDE 56 VISITANTES, ASSINEM A PETIÇÃO https://petitions.whitehouse.gov/petition/   
    BOA TARDE 56 VISITANTES, ASSINEM A PETIÇÃO https://petitions.whitehouse.gov/petition/conservatorship-and-civil-liberties-britney-spears
  10. Like
    Lucy Wagner reacted to Julio Madeira for a status update, que Deus proteja Naya Rivera ♥ ...essas coisas fazem a gente pensar viu!   
    que Deus proteja Naya Rivera ♥ ...essas coisas fazem a gente pensar viu! 
  11. Like
    Lucy Wagner reacted to Ley for a status update, Mariah vai lançar seu Memoir só falta o da Britney!!   
    Mariah vai lançar seu Memoir só falta o da Britney!!
  12. Like
    Lucy Wagner got a reaction from Criminal for a status update, Imaginem o B10 com músicas estilo And Then We Kiss, Strangest Love, State of Grace, W   
    Imaginem o B10 com músicas estilo And Then We Kiss, Strangest Love, State of Grace, Welcome To Me, Dramática, Rockstar... nossaaa seria nota mais de 80 na Metacritic certezaaaa
  13. Like
    Lucy Wagner got a reaction from Ley for a status update, Imaginem o B10 com músicas estilo And Then We Kiss, Strangest Love, State of Grace, W   
    Imaginem o B10 com músicas estilo And Then We Kiss, Strangest Love, State of Grace, Welcome To Me, Dramática, Rockstar... nossaaa seria nota mais de 80 na Metacritic certezaaaa
  14. Haha
    Lucy Wagner reacted to InTheJudgment for a status update, Ai caminhar nas plataformas do metrô ao som de Come Over/HIAM/WB é um hino, né? Me si   
    Ai caminhar nas plataformas do metrô ao som de Come Over/HIAM/WB é um hino, né? Me sinto a própria Victória's Secret
  15. Like
    Lucy Wagner reacted to Ley for a status update,   
  16. Like
    Lucy Wagner got a reaction from Diana for a status update, Um até logo. Faz algum tempo que eu queria escrever isto, e o estopim foi todo esse c   
    Um até logo.
    Faz algum tempo que eu queria escrever isto, e o estopim foi todo esse circo em torno do pronunciamento sincero de Lana Del Rey. 
    Bom, é difícil falar, ou melhor, escrever, mas creio que como eu tive uma relação de interação com membros daqui diariamente por quase 2 anos, gostaria de dar um até logo – nunca um adeus, pois não sabemos do dia de amanhã, e óbvio que um dia eu irei retornar – mas o que me levou a me afastar não somente do fórum, mas do mundo da Indústria?
    Esse mundo de fandoms já era difícil desde a ascensão da internet no início de 2000, mais ainda em 2005 com a globalização da internet, uma guerra entre fãs de música, uma batalha para ver quem é melhor, e o pior de tudo... eu participei. Mesmo já na metade da casa do 20 anos, eu fui imatura o suficiente para lançar hate gratuito para artistas, fãs que nunca fizeram mal a mim ou uma fave minha, tudo com o objetivo de lacrar, arrasar.
    A toxicidade sempre tomou conta desta Indústria, que está preocupada com grana, e não arte. Onde a hipocrisia inunda cada canto dos gêneros musicais e do gêneros dos próprios artistas (feminino e masculino). 
    Em 2007, senti o verdadeiro amargor de ver alguém que eu amo sendo flagelada publicamente para toda a face da terra. Britney não somente é minha artista favorita, mas sim uma inspiração para mim, a voz que musicalizou minha vida desde a infância, defendo ela com unhas e dentes, com carne e osso, e em espírito – rogo a Deus para encontrar a Verdade na Terra – além dela, Nina Simone, Billie Holiday, Donna Summer, Madonna, Janet Jackson, Lana Del Rey, Melanie Martinez, Rihanna e, pasmem, Christina Aguilera. Todas estas mulheres são exemplos de superação, pavimentação para outras artistas em seus gêneros musicais, e todas elas... mal interpretadas. 
    A cultura do cancelamento que reina hoje de maneira sem máscaras – porque sempre existiu – principalmente, em um inferno chamado twitter, e em um purgatório chamado Instagram – esta cultura maldita mostra a verdadeira face de milhões de pessoas. Ela não discursam sobre ideais para mudar a opinião das pessoas, não estão interessados em ver um mundo melhor, estão na verdade a procura de se colocarem em um pedestal próprio e lançar fogo a ramos de videiras que estão secos, e não cuida-los para produzirem novos frutos. Estão assumindo um papel divino e justo de Deus, quando somos apenas servos.(mas tenho que ressaltar, algumas pessoas realmente são péssimas, como Jamie e Lou). (E pessoas estão passíveis de críticas sim, mas cancelarem por serem mal interpretadas, é algo horrível, péssimo e infantil)
    Com o movimento Free Britney, pude realmente perceber, a hipocrisia e os interesses financeiros-de-imagem, que reina entre a mídia. Poucos artistas querem ajudar os outros, poucos estarão ao seu lado em um breakdown ou tentativa de soltura de uma gaiola pública. O que muitos estão interessados é na auto promoção. Esqueceram de serem seres humanos – que são falíveis e frágeis – vestiram-se de uma armadura feita por dólares e flechas, ostentam força mas possuem medo de se quebrar. Mas espera, se são tão fortes, por que recuam? 
    A grande vitória do ser humano é poder se quebrar e se reconstruir novamente, mas as celebridades e seus gados esqueceram-se disso. Esqueceram o que a humanidade em si, estão presos em julgar uma pessoa apenas por uma fala, por uma foto, por um erro. O ser humano é tão vasto e infinito por dentro, e apedreja-lo até a morte por um ato errôneo, é no mínimo um pré-conceito. 
    Enfim, continuarei seguindo a Britney e as artistas que amo, mas por um tempo,  indeterminado, não mais interagirei, comentarei, por resguardo a mim mesma. Continuarei entrando aqui — eventualmente — somente para ler as notícias, sobretudo da situação da Britney, porque, como eu disse, não consigo deixar de acompanha-lá, pois ela representa lugares de minha vida, de meu coração.
    Mas quem sabe depois de uns meses, eu me recomponho e volto aqui como se nada tivesse acontecido? Mas enfim, preciso de tempo. 
    Gostaria de agradecer, publicamente, por cada pessoa que eu interagi por aqui, e saibam que por mais que eu não saiba o nome, nem o rosto, nem um abraço... amo vocês do fundo do meu coração. Menções honrosas para @Ley @Criminal @InTheHiatus @Madonna Ciccone @Fabian @Dragon @Diana @Geovanni e tantas outras fadas que encheram meus tempos de magia. 
    Um beijo no coração de vocês. Até logo.
    Angelina aka Lucy Wagner 🤍✨
    “Reputação é o que os homens e mulheres conhecem de nós, caráter é o que Deus e os anjos conhecem de nós” Thomás Paine. 
  17. Sad
    Lucy Wagner got a reaction from Anticipatingney for a status update, Um até logo. Faz algum tempo que eu queria escrever isto, e o estopim foi todo esse c   
    Um até logo.
    Faz algum tempo que eu queria escrever isto, e o estopim foi todo esse circo em torno do pronunciamento sincero de Lana Del Rey. 
    Bom, é difícil falar, ou melhor, escrever, mas creio que como eu tive uma relação de interação com membros daqui diariamente por quase 2 anos, gostaria de dar um até logo – nunca um adeus, pois não sabemos do dia de amanhã, e óbvio que um dia eu irei retornar – mas o que me levou a me afastar não somente do fórum, mas do mundo da Indústria?
    Esse mundo de fandoms já era difícil desde a ascensão da internet no início de 2000, mais ainda em 2005 com a globalização da internet, uma guerra entre fãs de música, uma batalha para ver quem é melhor, e o pior de tudo... eu participei. Mesmo já na metade da casa do 20 anos, eu fui imatura o suficiente para lançar hate gratuito para artistas, fãs que nunca fizeram mal a mim ou uma fave minha, tudo com o objetivo de lacrar, arrasar.
    A toxicidade sempre tomou conta desta Indústria, que está preocupada com grana, e não arte. Onde a hipocrisia inunda cada canto dos gêneros musicais e do gêneros dos próprios artistas (feminino e masculino). 
    Em 2007, senti o verdadeiro amargor de ver alguém que eu amo sendo flagelada publicamente para toda a face da terra. Britney não somente é minha artista favorita, mas sim uma inspiração para mim, a voz que musicalizou minha vida desde a infância, defendo ela com unhas e dentes, com carne e osso, e em espírito – rogo a Deus para encontrar a Verdade na Terra – além dela, Nina Simone, Billie Holiday, Donna Summer, Madonna, Janet Jackson, Lana Del Rey, Melanie Martinez, Rihanna e, pasmem, Christina Aguilera. Todas estas mulheres são exemplos de superação, pavimentação para outras artistas em seus gêneros musicais, e todas elas... mal interpretadas. 
    A cultura do cancelamento que reina hoje de maneira sem máscaras – porque sempre existiu – principalmente, em um inferno chamado twitter, e em um purgatório chamado Instagram – esta cultura maldita mostra a verdadeira face de milhões de pessoas. Ela não discursam sobre ideais para mudar a opinião das pessoas, não estão interessados em ver um mundo melhor, estão na verdade a procura de se colocarem em um pedestal próprio e lançar fogo a ramos de videiras que estão secos, e não cuida-los para produzirem novos frutos. Estão assumindo um papel divino e justo de Deus, quando somos apenas servos.(mas tenho que ressaltar, algumas pessoas realmente são péssimas, como Jamie e Lou). (E pessoas estão passíveis de críticas sim, mas cancelarem por serem mal interpretadas, é algo horrível, péssimo e infantil)
    Com o movimento Free Britney, pude realmente perceber, a hipocrisia e os interesses financeiros-de-imagem, que reina entre a mídia. Poucos artistas querem ajudar os outros, poucos estarão ao seu lado em um breakdown ou tentativa de soltura de uma gaiola pública. O que muitos estão interessados é na auto promoção. Esqueceram de serem seres humanos – que são falíveis e frágeis – vestiram-se de uma armadura feita por dólares e flechas, ostentam força mas possuem medo de se quebrar. Mas espera, se são tão fortes, por que recuam? 
    A grande vitória do ser humano é poder se quebrar e se reconstruir novamente, mas as celebridades e seus gados esqueceram-se disso. Esqueceram o que a humanidade em si, estão presos em julgar uma pessoa apenas por uma fala, por uma foto, por um erro. O ser humano é tão vasto e infinito por dentro, e apedreja-lo até a morte por um ato errôneo, é no mínimo um pré-conceito. 
    Enfim, continuarei seguindo a Britney e as artistas que amo, mas por um tempo,  indeterminado, não mais interagirei, comentarei, por resguardo a mim mesma. Continuarei entrando aqui — eventualmente — somente para ler as notícias, sobretudo da situação da Britney, porque, como eu disse, não consigo deixar de acompanha-lá, pois ela representa lugares de minha vida, de meu coração.
    Mas quem sabe depois de uns meses, eu me recomponho e volto aqui como se nada tivesse acontecido? Mas enfim, preciso de tempo. 
    Gostaria de agradecer, publicamente, por cada pessoa que eu interagi por aqui, e saibam que por mais que eu não saiba o nome, nem o rosto, nem um abraço... amo vocês do fundo do meu coração. Menções honrosas para @Ley @Criminal @InTheHiatus @Madonna Ciccone @Fabian @Dragon @Diana @Geovanni e tantas outras fadas que encheram meus tempos de magia. 
    Um beijo no coração de vocês. Até logo.
    Angelina aka Lucy Wagner 🤍✨
    “Reputação é o que os homens e mulheres conhecem de nós, caráter é o que Deus e os anjos conhecem de nós” Thomás Paine. 
  18. Like
    Lucy Wagner got a reaction from Madonna Ciccone for a status update, Um até logo. Faz algum tempo que eu queria escrever isto, e o estopim foi todo esse c   
    Um até logo.
    Faz algum tempo que eu queria escrever isto, e o estopim foi todo esse circo em torno do pronunciamento sincero de Lana Del Rey. 
    Bom, é difícil falar, ou melhor, escrever, mas creio que como eu tive uma relação de interação com membros daqui diariamente por quase 2 anos, gostaria de dar um até logo – nunca um adeus, pois não sabemos do dia de amanhã, e óbvio que um dia eu irei retornar – mas o que me levou a me afastar não somente do fórum, mas do mundo da Indústria?
    Esse mundo de fandoms já era difícil desde a ascensão da internet no início de 2000, mais ainda em 2005 com a globalização da internet, uma guerra entre fãs de música, uma batalha para ver quem é melhor, e o pior de tudo... eu participei. Mesmo já na metade da casa do 20 anos, eu fui imatura o suficiente para lançar hate gratuito para artistas, fãs que nunca fizeram mal a mim ou uma fave minha, tudo com o objetivo de lacrar, arrasar.
    A toxicidade sempre tomou conta desta Indústria, que está preocupada com grana, e não arte. Onde a hipocrisia inunda cada canto dos gêneros musicais e do gêneros dos próprios artistas (feminino e masculino). 
    Em 2007, senti o verdadeiro amargor de ver alguém que eu amo sendo flagelada publicamente para toda a face da terra. Britney não somente é minha artista favorita, mas sim uma inspiração para mim, a voz que musicalizou minha vida desde a infância, defendo ela com unhas e dentes, com carne e osso, e em espírito – rogo a Deus para encontrar a Verdade na Terra – além dela, Nina Simone, Billie Holiday, Donna Summer, Madonna, Janet Jackson, Lana Del Rey, Melanie Martinez, Rihanna e, pasmem, Christina Aguilera. Todas estas mulheres são exemplos de superação, pavimentação para outras artistas em seus gêneros musicais, e todas elas... mal interpretadas. 
    A cultura do cancelamento que reina hoje de maneira sem máscaras – porque sempre existiu – principalmente, em um inferno chamado twitter, e em um purgatório chamado Instagram – esta cultura maldita mostra a verdadeira face de milhões de pessoas. Ela não discursam sobre ideais para mudar a opinião das pessoas, não estão interessados em ver um mundo melhor, estão na verdade a procura de se colocarem em um pedestal próprio e lançar fogo a ramos de videiras que estão secos, e não cuida-los para produzirem novos frutos. Estão assumindo um papel divino e justo de Deus, quando somos apenas servos.(mas tenho que ressaltar, algumas pessoas realmente são péssimas, como Jamie e Lou). (E pessoas estão passíveis de críticas sim, mas cancelarem por serem mal interpretadas, é algo horrível, péssimo e infantil)
    Com o movimento Free Britney, pude realmente perceber, a hipocrisia e os interesses financeiros-de-imagem, que reina entre a mídia. Poucos artistas querem ajudar os outros, poucos estarão ao seu lado em um breakdown ou tentativa de soltura de uma gaiola pública. O que muitos estão interessados é na auto promoção. Esqueceram de serem seres humanos – que são falíveis e frágeis – vestiram-se de uma armadura feita por dólares e flechas, ostentam força mas possuem medo de se quebrar. Mas espera, se são tão fortes, por que recuam? 
    A grande vitória do ser humano é poder se quebrar e se reconstruir novamente, mas as celebridades e seus gados esqueceram-se disso. Esqueceram o que a humanidade em si, estão presos em julgar uma pessoa apenas por uma fala, por uma foto, por um erro. O ser humano é tão vasto e infinito por dentro, e apedreja-lo até a morte por um ato errôneo, é no mínimo um pré-conceito. 
    Enfim, continuarei seguindo a Britney e as artistas que amo, mas por um tempo,  indeterminado, não mais interagirei, comentarei, por resguardo a mim mesma. Continuarei entrando aqui — eventualmente — somente para ler as notícias, sobretudo da situação da Britney, porque, como eu disse, não consigo deixar de acompanha-lá, pois ela representa lugares de minha vida, de meu coração.
    Mas quem sabe depois de uns meses, eu me recomponho e volto aqui como se nada tivesse acontecido? Mas enfim, preciso de tempo. 
    Gostaria de agradecer, publicamente, por cada pessoa que eu interagi por aqui, e saibam que por mais que eu não saiba o nome, nem o rosto, nem um abraço... amo vocês do fundo do meu coração. Menções honrosas para @Ley @Criminal @InTheHiatus @Madonna Ciccone @Fabian @Dragon @Diana @Geovanni e tantas outras fadas que encheram meus tempos de magia. 
    Um beijo no coração de vocês. Até logo.
    Angelina aka Lucy Wagner 🤍✨
    “Reputação é o que os homens e mulheres conhecem de nós, caráter é o que Deus e os anjos conhecem de nós” Thomás Paine. 
  19. Like
    Lucy Wagner got a reaction from Criminal for a status update, Um até logo. Faz algum tempo que eu queria escrever isto, e o estopim foi todo esse c   
    Um até logo.
    Faz algum tempo que eu queria escrever isto, e o estopim foi todo esse circo em torno do pronunciamento sincero de Lana Del Rey. 
    Bom, é difícil falar, ou melhor, escrever, mas creio que como eu tive uma relação de interação com membros daqui diariamente por quase 2 anos, gostaria de dar um até logo – nunca um adeus, pois não sabemos do dia de amanhã, e óbvio que um dia eu irei retornar – mas o que me levou a me afastar não somente do fórum, mas do mundo da Indústria?
    Esse mundo de fandoms já era difícil desde a ascensão da internet no início de 2000, mais ainda em 2005 com a globalização da internet, uma guerra entre fãs de música, uma batalha para ver quem é melhor, e o pior de tudo... eu participei. Mesmo já na metade da casa do 20 anos, eu fui imatura o suficiente para lançar hate gratuito para artistas, fãs que nunca fizeram mal a mim ou uma fave minha, tudo com o objetivo de lacrar, arrasar.
    A toxicidade sempre tomou conta desta Indústria, que está preocupada com grana, e não arte. Onde a hipocrisia inunda cada canto dos gêneros musicais e do gêneros dos próprios artistas (feminino e masculino). 
    Em 2007, senti o verdadeiro amargor de ver alguém que eu amo sendo flagelada publicamente para toda a face da terra. Britney não somente é minha artista favorita, mas sim uma inspiração para mim, a voz que musicalizou minha vida desde a infância, defendo ela com unhas e dentes, com carne e osso, e em espírito – rogo a Deus para encontrar a Verdade na Terra – além dela, Nina Simone, Billie Holiday, Donna Summer, Madonna, Janet Jackson, Lana Del Rey, Melanie Martinez, Rihanna e, pasmem, Christina Aguilera. Todas estas mulheres são exemplos de superação, pavimentação para outras artistas em seus gêneros musicais, e todas elas... mal interpretadas. 
    A cultura do cancelamento que reina hoje de maneira sem máscaras – porque sempre existiu – principalmente, em um inferno chamado twitter, e em um purgatório chamado Instagram – esta cultura maldita mostra a verdadeira face de milhões de pessoas. Ela não discursam sobre ideais para mudar a opinião das pessoas, não estão interessados em ver um mundo melhor, estão na verdade a procura de se colocarem em um pedestal próprio e lançar fogo a ramos de videiras que estão secos, e não cuida-los para produzirem novos frutos. Estão assumindo um papel divino e justo de Deus, quando somos apenas servos.(mas tenho que ressaltar, algumas pessoas realmente são péssimas, como Jamie e Lou). (E pessoas estão passíveis de críticas sim, mas cancelarem por serem mal interpretadas, é algo horrível, péssimo e infantil)
    Com o movimento Free Britney, pude realmente perceber, a hipocrisia e os interesses financeiros-de-imagem, que reina entre a mídia. Poucos artistas querem ajudar os outros, poucos estarão ao seu lado em um breakdown ou tentativa de soltura de uma gaiola pública. O que muitos estão interessados é na auto promoção. Esqueceram de serem seres humanos – que são falíveis e frágeis – vestiram-se de uma armadura feita por dólares e flechas, ostentam força mas possuem medo de se quebrar. Mas espera, se são tão fortes, por que recuam? 
    A grande vitória do ser humano é poder se quebrar e se reconstruir novamente, mas as celebridades e seus gados esqueceram-se disso. Esqueceram o que a humanidade em si, estão presos em julgar uma pessoa apenas por uma fala, por uma foto, por um erro. O ser humano é tão vasto e infinito por dentro, e apedreja-lo até a morte por um ato errôneo, é no mínimo um pré-conceito. 
    Enfim, continuarei seguindo a Britney e as artistas que amo, mas por um tempo,  indeterminado, não mais interagirei, comentarei, por resguardo a mim mesma. Continuarei entrando aqui — eventualmente — somente para ler as notícias, sobretudo da situação da Britney, porque, como eu disse, não consigo deixar de acompanha-lá, pois ela representa lugares de minha vida, de meu coração.
    Mas quem sabe depois de uns meses, eu me recomponho e volto aqui como se nada tivesse acontecido? Mas enfim, preciso de tempo. 
    Gostaria de agradecer, publicamente, por cada pessoa que eu interagi por aqui, e saibam que por mais que eu não saiba o nome, nem o rosto, nem um abraço... amo vocês do fundo do meu coração. Menções honrosas para @Ley @Criminal @InTheHiatus @Madonna Ciccone @Fabian @Dragon @Diana @Geovanni e tantas outras fadas que encheram meus tempos de magia. 
    Um beijo no coração de vocês. Até logo.
    Angelina aka Lucy Wagner 🤍✨
    “Reputação é o que os homens e mulheres conhecem de nós, caráter é o que Deus e os anjos conhecem de nós” Thomás Paine. 
  20. Sad
    Lucy Wagner got a reaction from Geovanni for a status update, Um até logo. Faz algum tempo que eu queria escrever isto, e o estopim foi todo esse c   
    Um até logo.
    Faz algum tempo que eu queria escrever isto, e o estopim foi todo esse circo em torno do pronunciamento sincero de Lana Del Rey. 
    Bom, é difícil falar, ou melhor, escrever, mas creio que como eu tive uma relação de interação com membros daqui diariamente por quase 2 anos, gostaria de dar um até logo – nunca um adeus, pois não sabemos do dia de amanhã, e óbvio que um dia eu irei retornar – mas o que me levou a me afastar não somente do fórum, mas do mundo da Indústria?
    Esse mundo de fandoms já era difícil desde a ascensão da internet no início de 2000, mais ainda em 2005 com a globalização da internet, uma guerra entre fãs de música, uma batalha para ver quem é melhor, e o pior de tudo... eu participei. Mesmo já na metade da casa do 20 anos, eu fui imatura o suficiente para lançar hate gratuito para artistas, fãs que nunca fizeram mal a mim ou uma fave minha, tudo com o objetivo de lacrar, arrasar.
    A toxicidade sempre tomou conta desta Indústria, que está preocupada com grana, e não arte. Onde a hipocrisia inunda cada canto dos gêneros musicais e do gêneros dos próprios artistas (feminino e masculino). 
    Em 2007, senti o verdadeiro amargor de ver alguém que eu amo sendo flagelada publicamente para toda a face da terra. Britney não somente é minha artista favorita, mas sim uma inspiração para mim, a voz que musicalizou minha vida desde a infância, defendo ela com unhas e dentes, com carne e osso, e em espírito – rogo a Deus para encontrar a Verdade na Terra – além dela, Nina Simone, Billie Holiday, Donna Summer, Madonna, Janet Jackson, Lana Del Rey, Melanie Martinez, Rihanna e, pasmem, Christina Aguilera. Todas estas mulheres são exemplos de superação, pavimentação para outras artistas em seus gêneros musicais, e todas elas... mal interpretadas. 
    A cultura do cancelamento que reina hoje de maneira sem máscaras – porque sempre existiu – principalmente, em um inferno chamado twitter, e em um purgatório chamado Instagram – esta cultura maldita mostra a verdadeira face de milhões de pessoas. Ela não discursam sobre ideais para mudar a opinião das pessoas, não estão interessados em ver um mundo melhor, estão na verdade a procura de se colocarem em um pedestal próprio e lançar fogo a ramos de videiras que estão secos, e não cuida-los para produzirem novos frutos. Estão assumindo um papel divino e justo de Deus, quando somos apenas servos.(mas tenho que ressaltar, algumas pessoas realmente são péssimas, como Jamie e Lou). (E pessoas estão passíveis de críticas sim, mas cancelarem por serem mal interpretadas, é algo horrível, péssimo e infantil)
    Com o movimento Free Britney, pude realmente perceber, a hipocrisia e os interesses financeiros-de-imagem, que reina entre a mídia. Poucos artistas querem ajudar os outros, poucos estarão ao seu lado em um breakdown ou tentativa de soltura de uma gaiola pública. O que muitos estão interessados é na auto promoção. Esqueceram de serem seres humanos – que são falíveis e frágeis – vestiram-se de uma armadura feita por dólares e flechas, ostentam força mas possuem medo de se quebrar. Mas espera, se são tão fortes, por que recuam? 
    A grande vitória do ser humano é poder se quebrar e se reconstruir novamente, mas as celebridades e seus gados esqueceram-se disso. Esqueceram o que a humanidade em si, estão presos em julgar uma pessoa apenas por uma fala, por uma foto, por um erro. O ser humano é tão vasto e infinito por dentro, e apedreja-lo até a morte por um ato errôneo, é no mínimo um pré-conceito. 
    Enfim, continuarei seguindo a Britney e as artistas que amo, mas por um tempo,  indeterminado, não mais interagirei, comentarei, por resguardo a mim mesma. Continuarei entrando aqui — eventualmente — somente para ler as notícias, sobretudo da situação da Britney, porque, como eu disse, não consigo deixar de acompanha-lá, pois ela representa lugares de minha vida, de meu coração.
    Mas quem sabe depois de uns meses, eu me recomponho e volto aqui como se nada tivesse acontecido? Mas enfim, preciso de tempo. 
    Gostaria de agradecer, publicamente, por cada pessoa que eu interagi por aqui, e saibam que por mais que eu não saiba o nome, nem o rosto, nem um abraço... amo vocês do fundo do meu coração. Menções honrosas para @Ley @Criminal @InTheHiatus @Madonna Ciccone @Fabian @Dragon @Diana @Geovanni e tantas outras fadas que encheram meus tempos de magia. 
    Um beijo no coração de vocês. Até logo.
    Angelina aka Lucy Wagner 🤍✨
    “Reputação é o que os homens e mulheres conhecem de nós, caráter é o que Deus e os anjos conhecem de nós” Thomás Paine. 
  21. Like
    Lucy Wagner got a reaction from Ley for a status update, Genteeee, a Lana deu UNFOLLOW na Ariana e rebateu críticas em uma nova carta. Amooo   
    Genteeee, a Lana deu UNFOLLOW na Ariana e rebateu críticas em uma nova carta. Amooo
  22. Like
    Lucy Wagner got a reaction from Criminal for a status update, Madonna segue e curte carta de Lana Del Rey. AMOOOO   
    Madonna segue e curte carta de Lana Del Rey. AMOOOO 
  23. Thanks
    Lucy Wagner got a reaction from Ley for a status update, A coragem da Lana Del Rey me surpreende, não somente deu um chacoalhão na crítica (mí   
    A coragem da Lana Del Rey me surpreende, não somente deu um chacoalhão na crítica (mídia), como citou nomes como Ariana e Beyoncé. 
    AMOOOO
  24. Sad
    Lucy Wagner got a reaction from InTheJudgment for a status update, Gente alguma notícia do Fabian, Diana e Madame X (Madonna Ciccone)? Saudades das fada   
    Gente alguma notícia do Fabian, Diana e Madame X (Madonna Ciccone)? Saudades das fadasss
  25. Like
    Lucy Wagner reacted to InTheJudgment for a status update, Ai saudades icone ❤️   
    Ai saudades icone ❤️ 
×
×
  • Create New...