Jump to content
Diana

[PLANTÃO]: Britney vs Spears | Netflix - 04h

Recommended Posts

Eu achei que ficou muito momento de texto, muita informação jogada, sabe?  acredito que muita gente não tenha paciência para isso e pode não ver tudo. Mas esse foi o que mais falou a respeito da Lou, então acho positivo de uma forma geral. Nesse momento, acredito que não tem nenhuma possibilidade dela não sair dessa. A pressão pública tá a favor dela. 

Os tempos mudaram, a mesma situação que aconteceu em 2007/08 hoje em dia não seria tolerado de forma alguma. Hoje em dia a Britney seria defendida demais em relação a tudo. Uma pena que precisou de tanto tempo para as pessoas verem tantos abusos. Inclusive nós, né?

Eu fico pensando em como eu vi o for the record e não enxerguei o que ela estava querendo passar. Ela falando que estava triste. A gente feliz pelo comeback. A Britney pessoa sempre em segundo plano... Ela odiando cada momento da fft, a gente criticando o desempenho dela nos palcos... meu deus. 

Não me perdoo de ter comprado esse papel de pai perfeito do Jamie no começo. Ele enganou todo mundo.

Link to post
Share on other sites
Agora, Queen Of Pop disse:

Gente, foi impressão minha ou o médico disse que ela nunca foi diagnosticada?

ele ficou com medo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk disse q so falaria se tivesse documento com a assinatura dele 

como é confidencial, ele se resguardou 

Link to post
Share on other sites
Agora, Carpe disse:

ele ficou com medo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk disse q so falaria se tivesse documento com a assinatura dele 

como é confidencial, ele se resguardou 

Ele foi esperto demais. Espero que um dia vasculhem tudo e possam confirmar que ele fez merda. Imagina ser responsavel por tanto sofrimento na vida de alguém

Link to post
Share on other sites

será que a Cassandra irá dizer que a era RED, nunca teve haver com o Netflix, e vamos de apostas de o quanto ela irá dizer que odiou o doc, pelo menos o do Controlling eu chorei que nem uma vagabunda, esse só fiquei tipo nossa pra quem não viu, é bem interessante, achei legal falar sobre o Xfactor, FFT que ficou bem no silêncio, o Adnan, e amei que tacaram paulada na demonia e no jamie

Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, britnneybitch disse:

será que a Cassandra irá dizer que a era RED, nunca teve haver com o Netflix, e vamos de apostas de o quanto ela irá dizer que odiou o doc, pelo menos o do Controlling eu chorei que nem uma vagabunda, esse só fiquei tipo nossa pra quem não viu, é bem interessante, achei legal falar sobre o Xfactor, FFT que ficou bem no silêncio, o Adnan, e amei que tacaram paulada na demonia e no jamie

pior que acho que a britney deve ter cancelado a assinatura da netflix por causa dos primeiros 30 minutos mostrando o meltdown

Link to post
Share on other sites

Nossa, eu gostei bastante.

No início também me incomodou muito o excesso de destaque que deram pro Adnan e pro Lutfi. Principalmente pro Lutfi, já que esse cara claramente sobrevive no submundo das subcelebs até hoje por falar sobre a relação que ele teve com a Britney. 

Querendo ou não, precisamos nos atentar ao título do filme: Britney vs. Spears. É sobre a luta dela contra a família, em especial o pai dela. Também, muita coisa deve ter sido alterada por conta do Framing ter abordado. Dá pra ver que, apesar deles estarem trabalhando nesse doc pelos últimos 2 anos, a maior parte do que tá no filme é muito recente.

É uma abordagem diferente do Framing, e é até bom isso. O Framing era pra abordar sobre como a cultura machista impactou a vida da Britney, e eventualmente remendos foram feitos pra dar mais foco à curatela, Jamie e Free Britney. O Britney vs. Spears é pra esmiuçar com mais detalhes alguns pontos de 2006-2009 que levaram à curatela completamente submissa ao Jamie, e pra contextualizar o lado da Britney utilizaram das pessoas mais próximas dela na época: Lutfi e Adnan. O Controlling é uma continuação do Framing, e justamente por isso pode se dar ao luxo de focar em pontos que ainda não foram abordados, como Lou, Robin, Edan etc.

O final foi maravilhoso. Pena que eles foram ameaçados pela Lou e pela TriStar, recuaram nas menções à ela ao longo do filme. Assim como a Felicia recuou. Mas pelo menos expuseram bastante Larry e Sam Ingham, que até então tinham passado ilesos. E ainda confrontaram o psicólogo que atestou a suposta demência da Britney, que pelo tom dele deu pra ver claramente que ele teve sim dedo naquilo e muita culpa.

A única coisa 101% desnecessária mesmo nesse documentário foi o excesso de tempo de tela que o K-Fed e o advogado dele tiveram. Sério, se cortassem todas as menções ao K-Fed e todas as declarações do advogado dele, não faria falta alguma à narrativa do doc. Até o Adnan e o Lutfi foram mais úteis, em relação à toda aquela treta da assinatura que a Britney fez naquele banheiro às escondidas, que inclusive fora noticiada pelo Ronan Farrow na reportagem dele.

Enfim, nenhum documentário sobre esse caso da Britney, na minha opinião, foi nota 10. É um caso ainda em andamento, muita coisa ainda precisa ser investigada a fundo, revelada, muita gente precisa ser criminalizada por isso. Enquanto for um caso em aberto, e a Britney não puder falar e contar toda a versão dela pra alguém, nunca teremos um documentário perfeito. Mas eu acho que ele fez sua parte em explicar o caso dela para a população de assinantes do Netflix.

Ps: faço coro que, pra nós é um caso que estamos vivendo tão intensamente, com tantas informações novas, e com tantos documentários abordando diferentes ângulos de um mesmo assunto, que às vezes a nossa sensação é que não foi um documentário bom. Mas a gente tem que pensar que esse foi um documentário para grande parte dos 200 milhões de assinantes da Netflix, pessoas que já ouviram falar nela, galera que não conhece, galera que era da geração dela mas tinha hate, geração Z entre várias outras pessoas que não têm ideia de tudo isso. E além dos lucros das views (talkei, Whey?), isso tem como objetivo incendiar ainda mais a mídia e a opinião pública de forma a agilizar e pressionar ainda mais a falha Justiça da Califórnia.

Pra mim o duo Framing/Controlling são os melhores, vistos como duas partes de um mesmo documentário. Cada um separado, não sei dizer ainda o melhor, mas o Controlling acho que foi mais impactante no geral.

Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.




×
×
  • Create New...