Jump to content
Criminal

Diretora do Framing Britney Spears confirma: "recebemos ligações de alguns advogados"

Recommended Posts

Samantha Stark, diretora do documentário Framing Britney Spears que estreia hoje (05/02), confirmou em entrevista ao Entertainment Tonight que diversas pessoas tentaram impedir a produção do documentário, ao ponto da equipe receber ligações de advogados.

Entrevistadora: "E pra você, quais obstáculos você teve enquanto tentava fazer esse documentário? Houve pessoas tentando te impedir, de lados diferentes dessa batalha judicial?"

Samantha: "Sim. Com certeza. Muitas pessoas ao redor da Britney assinaram contratos de confidencialidade então eles teriam que pagar muito dinheiro pra falar algo. As pessoas estavam com medo porque a equipe do Jamie processou alguns fãs antes, existem ameaças judiciais desse tipo. Somos o New York Times então não estávamos preocupados, queríamos ir atrás de todo mundo mas recebemos algumas ligações de alguns advogados, claro."

Link to post
Share on other sites

Um grupo do face publicou trechos do que a diretora disse .. membro Sylvia. 


DIRETORA FALA SOBRE O DOCUMENTARIO

•    Ela diz que tentou entrar em contato com a Britney de diversas maneiras, começando pelo publicista, depois com várias pessoas próximas dela, mas nunca obteve uma resposta se de fato ela chegou a receber o convite para participar da entrevista no doc.

•    Tentou mostrar o que estava acontecendo em 2007 e 2008 por trás daquelas 2 imagens que marcaram o mundo: dela raspando a cabeça e atacando o paparazzi com o guarda-chuva. E como isso afetou a vida dela até hoje.

•    Fala sobre como é horrível enxergar o passado da Britney com o que sabemos hoje sobre feminismo, saúde mental e depois do movimento Me Too.

•    Várias pessoas não responderam o convite para participar da entrevista, muitos por questões judiciais por estarem no meio de uma batalha - o que é perfeitamente normal que aconteça. Tentaram contato com várias pessoas e de várias maneiras. Muita gente gritando no telefone com eles ou deligando na cara. Mas conseguiram falar com vários advogados.

•    Kim Kaiman, executiva da Jive envolvida em criar a imagem da Britney no começo da carreira, foi a responsável por conseguir trazer a Felicia para participar do documentário. Ela viu que era uma diretora mulher e que a Britney foi pouco retratada pelo ponto de vista feminino ao longo do tempo, pois a maioiria das entrevistas sempre foram feitas por homens, então queriam tentar dar uma chance para uma nova perspectiva.

•    Felicia quase não dá entrevistas falando sobre a Britney e demorou um longo tempo para conectar com ela e fazê-la concordar em participar. Só conseguiu isso pq a Kim Kaiman a convenceu.

•    Felicia mantém a narrativa de que a Britney ama dançar, por isso os vídeos do Instagram são dela se divertindo.

•    Felicia também diz que quando ela voltou a trabalhar com a Britney depois da conservadoria, ela percebia que a Britney continuava com controle sobre sua situação na Circus Tour, por exemplo. Por isso aceitou voltar.

•    Felicia é a pessoa que passou mais tempo com a Britney enquanto ela estava no seu melhor. Como todos querem saber o que há no coração da Britney, sempre há muita especulação e teorias. É muito difícil encontrar alguém que realmente conhece ela, pq todo mundo acha que conhece, mas apenas a Felicia sabe.

•    Todos ao redor da Britney sabem como é ser queimado pela mídia. Por isso todos tem tanto medo.

•    Como a Britney tem um círculo muito pequeno ao redor dela por causa da conservadoria, nenhum jornalista pode entrevistá-la livremente, fazendo parecer que ela não pode falar nada. A impressão que as pessoas têm é que o único lugar onde ela pode realmente falar um pouco mais livremente é no Instagram, por isso tanta especulação com os vídeos que ela grava e se realmente lá ela tem controle.

•    Perguntou inúmeras vezes para as pessoas do lado do Jamie para darem a versão dele, mas eles declinaram todas às vezes.

•    Foi em algumas audiências e ouviu o lado dos advogados dele por lá.

•    Começou a filmar o doc no final do ano passado, mas a pesquisa iniciou um ano antes. Durante todo o tempo surgiam mais e mais documentos sobre a batalha dela.

•    O propósito do documentário era mostrar como a mídia retratava a Britney no passado, que sempre foi de uma maneira chocante e misógina.

•    Ela também queria saber se a Britney queria mudar ou sair da conservadoria, pq até antes de 2019 ela não sinalizava nenhum tipo de interesse nisso.

•    Comenta que fica perplexa de saber quanto poder ela tinha sobre a carreira e vida no passado, e quão controlada ela está hoje em dia. Mesmo quando adolescente, Britney exercia controle sozinha sobre toda sua carreira - as roupas que queria, os vídeos, maneira de se apresentar, tudo o que queria fazer. E hoje, é surpreendente o quanto tudo mudou.

•    É muito difícil entender o que aconteceu na época.

•    Sobre o ataque ao paparazzi. Ele já perseguia ela há muito tempo, viu a situação delicada em que ela estava e  perguntaram sobre quando ela ia ver os filhos de maneira irônica, por isso ela estourou.

•    As audiências duraram muito tempo e nós temos muitas questões que são complexas. Ela paga para os advogados dela e os dos pais, paga também toda vez que os advogados brigam entre si, então com a conservadoria se mantém por muito tempo por causa desse dinheiro. Samantha acha que irá durar por muitos anos ainda.

•    Muita gente tem contrato de silêncio (NDA - acordo de não-divulgação) ao redor dela, então se calam por medo de serem processados. Jamie já processou muitos fãs antes. Por isso falaram com muitos advogados antes de lançar o documentário.

Link to post
Share on other sites
9 minutos atrás, Britzman disse:

Um grupo do face publicou trechos do que a diretora disse .. membro Sylvia. 


DIRETORA FALA SOBRE O DOCUMENTARIO

•    Ela diz que tentou entrar em contato com a Britney de diversas maneiras, começando pelo publicista, depois com várias pessoas próximas dela, mas nunca obteve uma resposta se de fato ela chegou a receber o convite para participar da entrevista no doc.

•    Tentou mostrar o que estava acontecendo em 2007 e 2008 por trás daquelas 2 imagens que marcaram o mundo: dela raspando a cabeça e atacando o paparazzi com o guarda-chuva. E como isso afetou a vida dela até hoje.

•    Fala sobre como é horrível enxergar o passado da Britney com o que sabemos hoje sobre feminismo, saúde mental e depois do movimento Me Too.

•    Várias pessoas não responderam o convite para participar da entrevista, muitos por questões judiciais por estarem no meio de uma batalha - o que é perfeitamente normal que aconteça. Tentaram contato com várias pessoas e de várias maneiras. Muita gente gritando no telefone com eles ou deligando na cara. Mas conseguiram falar com vários advogados.

•    Kim Kaiman, executiva da Jive envolvida em criar a imagem da Britney no começo da carreira, foi a responsável por conseguir trazer a Felicia para participar do documentário. Ela viu que era uma diretora mulher e que a Britney foi pouco retratada pelo ponto de vista feminino ao longo do tempo, pois a maioiria das entrevistas sempre foram feitas por homens, então queriam tentar dar uma chance para uma nova perspectiva.

•    Felicia quase não dá entrevistas falando sobre a Britney e demorou um longo tempo para conectar com ela e fazê-la concordar em participar. Só conseguiu isso pq a Kim Kaiman a convenceu.

•    Felicia mantém a narrativa de que a Britney ama dançar, por isso os vídeos do Instagram são dela se divertindo.

•    Felicia também diz que quando ela voltou a trabalhar com a Britney depois da conservadoria, ela percebia que a Britney continuava com controle sobre sua situação na Circus Tour, por exemplo. Por isso aceitou voltar.

•    Felicia é a pessoa que passou mais tempo com a Britney enquanto ela estava no seu melhor. Como todos querem saber o que há no coração da Britney, sempre há muita especulação e teorias. É muito difícil encontrar alguém que realmente conhece ela, pq todo mundo acha que conhece, mas apenas a Felicia sabe.

•    Todos ao redor da Britney sabem como é ser queimado pela mídia. Por isso todos tem tanto medo.

•    Como a Britney tem um círculo muito pequeno ao redor dela por causa da conservadoria, nenhum jornalista pode entrevistá-la livremente, fazendo parecer que ela não pode falar nada. A impressão que as pessoas têm é que o único lugar onde ela pode realmente falar um pouco mais livremente é no Instagram, por isso tanta especulação com os vídeos que ela grava e se realmente lá ela tem controle.

•    Perguntou inúmeras vezes para as pessoas do lado do Jamie para darem a versão dele, mas eles declinaram todas às vezes.

•    Foi em algumas audiências e ouviu o lado dos advogados dele por lá.

•    Começou a filmar o doc no final do ano passado, mas a pesquisa iniciou um ano antes. Durante todo o tempo surgiam mais e mais documentos sobre a batalha dela.

•    O propósito do documentário era mostrar como a mídia retratava a Britney no passado, que sempre foi de uma maneira chocante e misógina.

•    Ela também queria saber se a Britney queria mudar ou sair da conservadoria, pq até antes de 2019 ela não sinalizava nenhum tipo de interesse nisso.

•    Comenta que fica perplexa de saber quanto poder ela tinha sobre a carreira e vida no passado, e quão controlada ela está hoje em dia. Mesmo quando adolescente, Britney exercia controle sozinha sobre toda sua carreira - as roupas que queria, os vídeos, maneira de se apresentar, tudo o que queria fazer. E hoje, é surpreendente o quanto tudo mudou.

•    É muito difícil entender o que aconteceu na época.

•    Sobre o ataque ao paparazzi. Ele já perseguia ela há muito tempo, viu a situação delicada em que ela estava e  perguntaram sobre quando ela ia ver os filhos de maneira irônica, por isso ela estourou.

•    As audiências duraram muito tempo e nós temos muitas questões que são complexas. Ela paga para os advogados dela e os dos pais, paga também toda vez que os advogados brigam entre si, então com a conservadoria se mantém por muito tempo por causa desse dinheiro. Samantha acha que irá durar por muitos anos ainda.

•    Muita gente tem contrato de silêncio (NDA - acordo de não-divulgação) ao redor dela, então se calam por medo de serem processados. Jamie já processou muitos fãs antes. Por isso falaram com muitos advogados antes de lançar o documentário.

É horrível desejar a morte de quem quer que seja... mas JAMIE.. VÁ PARA O INFERNO 

Link to post
Share on other sites
32 minutos atrás, Bitchney comeback disse:

É horrível desejar a morte de quem quer que seja... mas JAMIE.. VÁ PARA O INFERNO 

Já passei dessa fase. Quero ele na cova sim. Da pior maneira possível. Se forem desmembrando de uma forma em que arranquem cm por cm do corpo dele ainda vivo, melhor ainda. Quanto mais sofrimento antes de partir, melhor.

 

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...




×
×
  • Create New...