Jump to content
BritneySpears.com.Br: Rebellion
Sign in to follow this  
Britney Brasileira

Discussão: Qual seria a Gravadora ideal para Britney

Recommended Posts

2 minutos atrás, Criminal disse:

Mood Ring vendeu mais que o novo single da Ariana nos primeiros dias, se ela for pra uma gravadora que investe em rádio e streaming ou até mesmo só streaming, vai se dar muito bem 

Off topic mas achei esse novo single da Ariana bem fraco, parece qualquer música dela, e parece que a música acaba antes de acontecer sei lá. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

A que der maior liberdade criativa a ela. Depois de anos tendo que baixar a cabeça pra outras pessoas e ver suas vontades sendo anuladas, ela precisa de uma gravadora que aceite trabalhar com ela e não contra ela. Em termos de sucesso comercial, dificilmente a Britney terá investimento grandioso, porque as chances de dar retorno serão quase nulas. Artistas da época dela não hitam mais, não importa o quanto eles trabalharem pra isso. E nenhuma gravadora vai deixar de investir pesado em uma Billie, Dua ou  Ariana, cujo retorno é garantido,  pra focar numa veterana com mais de 20 anos de carreira, sem o menor espaço nas paradas.  Até a Beyoncé com todo mijo que recebe da indústria  já não está mais conseguindo se sustentar nos charts, mesmo enfiando as músicas dela até em playlists gospel. O fato é que Britney não tem que  focar em números, e sim em qualidade... é o que vai fazer a diferença na carreira dela daqui pra frente. Se hitar com um trabalho acima da média,  perfeito!; Se  fracassar, pelo menos não será um Britney Jean pra queimar ainda mais a imagem dela como artista. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Domination disse:

Off topic mas achei esse novo single da Ariana bem fraco, parece qualquer música dela, e parece que a música acaba antes de acontecer sei lá. 

Ainda não ouvi kkkk

55 minutos atrás, Queen Of Pop disse:

A que der maior liberdade criativa a ela. Depois de anos tendo que baixar a cabeça pra outras pessoas e ver suas vontades sendo anuladas, ela precisa de uma gravadora que aceite trabalhar com ela e não contra ela. Em termos de sucesso comercial, dificilmente a Britney terá investimento grandioso, porque as chances de dar retorno serão quase nulas. Artistas da época dela não hitam mais, não importa o quanto eles trabalharem pra isso. E nenhuma gravadora vai deixar de investir pesado em uma Billie, Dua ou  Ariana, cujo retorno é garantido,  pra focar numa veterana com mais de 20 anos de carreira, sem o menor espaço nas paradas.  Até a Beyoncé com todo mijo que recebe da indústria  já não está mais conseguindo se sustentar nos charts, mesmo enfiando as músicas dela até em playlists gospel. O fato é que Britney não tem que  focar em números, e sim em qualidade... é o que vai fazer a diferença na carreira dela daqui pra frente. Se hitar com um trabalho acima da média,  perfeito!; Se  fracassar, pelo menos não será um Britney Jean pra queimar ainda mais a imagem dela como artista. 

Besteira isso, ela ainda não foi tomada pelo etarismo. Não é como se ela tivesse o tempo de carreira da Madonna, o público ainda espera dela. Ela botou os 2 últimos lead singles no Top 20 com 0 investimento, só por lançar. Com o buzz do #FreeBritney ela tem tudo pra voltar em #1 com single e vender bem com álbum. Investimento massivo funcionaria sim, assim como funcionou com a Mariah no Emancipation e com a Madonna no Confessions.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A interscope é uma das poucas gravadoras consistentes em jabá, consulta boa de imagem e investimento em marketing e na qualidade de trabalho.

Várias preguiçosas só hitam pq estão lá. Oi Selena rs.

4 horas atrás, Queen Of Pop disse:

A que der maior liberdade criativa a ela. Depois de anos tendo que baixar a cabeça pra outras pessoas e ver suas vontades sendo anuladas, ela precisa de uma gravadora que aceite trabalhar com ela e não contra ela. Em termos de sucesso comercial, dificilmente a Britney terá investimento grandioso, porque as chances de dar retorno serão quase nulas. Artistas da época dela não hitam mais, não importa o quanto eles trabalharem pra isso. E nenhuma gravadora vai deixar de investir pesado em uma Billie, Dua ou  Ariana, cujo retorno é garantido,  pra focar numa veterana com mais de 20 anos de carreira, sem o menor espaço nas paradas.  Até a Beyoncé com todo mijo que recebe da indústria  já não está mais conseguindo se sustentar nos charts, mesmo enfiando as músicas dela até em playlists gospel. O fato é que Britney não tem que  focar em números, e sim em qualidade... é o que vai fazer a diferença na carreira dela daqui pra frente. Se hitar com um trabalho acima da média,  perfeito!; Se  fracassar, pelo menos não será um Britney Jean pra queimar ainda mais a imagem dela como artista. 

Eu também penso mais ou menos assim. Seria melhor nos desapegarmos de charts daqui pra frente, é claro que eu queria mais hits pra Britney, mas será cada vez mais difícil. Jabá nenhum segura o preconceito com cantoras mais velhas. Ela não emplaca nada em rádio desde 2013.

Se Britney quiser investimento vai ter que tirar do próprio bolso, que é o que a Beyonce deve fazer hoje em dia. As gravadoras estão mal das pernas.

E sim, é melhor flopar com algo bem feito, original e que ela realmente goste do que algo genérico pra tentar emplacar em rádio e agradar teen, sendo que provavelmente flopa do mesmo jeito.

3 horas atrás, Criminal disse:

Ainda não ouvi kkkk

Besteira isso, ela ainda não foi tomada pelo etarismo. Não é como se ela tivesse o tempo de carreira da Madonna, o público ainda espera dela. Ela botou os 2 últimos lead singles no Top 20 com 0 investimento, só por lançar. Com o buzz do #FreeBritney ela tem tudo pra voltar em #1 com single e vender bem com álbum. Investimento massivo funcionaria sim, assim como funcionou com a Mariah no Emancipation e com a Madonna no Confessions.

Se bem trabalhado, o buzz do Free Britney pode render algo realmente, mas amigo... Acho que ela já foi pega pela questão da idade sim. Faz tempo que Britney não emplaca nada de vdd nos charts.

Os tempos desses comebacks da Mariah e da Madonna eram bem diferentes dos de hoje com a era do streaming. As gravadoras mijam muito nas novinhas e as rádios simplesmente não tocam as pós-30, salvo raras excessões.

Se os escândalos se intensificarem o buzz aumenta, o povão gosta é de polêmica. O barraco familiar público tem que acontecer... O álbum em 1 pode ficar garantido.

Share this post


Link to post
Share on other sites
39 minutos atrás, Dragon disse:

A interscope é uma das poucas gravadoras consistentes em jabá, consulta boa de imagem e investimento em marketing e na qualidade de trabalho.

Várias preguiçosas só hitam pq estão lá. Oi Selena rs.

Eu também penso mais ou menos assim. Seria melhor nos desapegarmos de charts daqui pra frente, é claro que eu queria mais hits pra Britney, mas será cada vez mais difícil. Jabá nenhum segura o preconceito com cantoras mais velhas. Ela não emplaca nada em rádio desde 2013.

Se Britney quiser investimento vai ter que tirar do próprio bolso, que é o que a Beyonce deve fazer hoje em dia. As gravadoras estão mal das pernas.

E sim, é melhor flopar com algo bem feito, original e que ela realmente goste do que algo genérico pra tentar emplacar em rádio e agradar teen, sendo que provavelmente flopa do mesmo jeito.

Se bem trabalhado, o buzz do Free Britney pode render algo realmente, mas amigo... Acho que ela já foi pega pela questão da idade sim. Faz tempo que Britney não emplaca nada de vdd nos charts.

Os tempos desses comebacks da Mariah e da Madonna eram bem diferentes dos de hoje com a era do streaming. As gravadoras mijam muito nas novinhas e as rádios simplesmente não tocam as pós-30, salvo raras excessões.

Se os escândalos se intensificarem o buzz aumenta, o povão gosta é de polêmica. O barraco familiar público tem que acontecer... O álbum em 1 pode ficar garantido.

Como fã eu também gostaria de vê-la dominando os charts novamente, mas sendo realista, isso é quase impossível de acontecer por vários fatores. Então não dá pra ficar esperando um Circus em termos comerciais, pra não se decepcionar. Quando ela de fato voltar, já terá passado dos 40, idade em que artistas femininas Simplesmente são descartadas pelas rádios e muitas vezes pelo público... Britney poderia ser uma exceção como a Cher na época de Believe, porém não dá pra contar com a sorte, né? A verdade é que ela tem muito mais chances de flopar do que de surpreender com um hit. Mas é como eu disse, se ela flopar com um álbum decente, que ajude a limpar a imagem dela como arista, pra mim tá muito. Acho muito mais falido do que flopar com um disco cheio de músicas enlatadas, sem o menor conteúdo,  pra gay fritar na balada.  Depois de mais de 10 anos só seguindo tendências e cantando sobre as mesmas coisas, eu acho que já está mais do que na hora da Britney sair da zona se conforto e aceitar alguns desafios artísticos. Ela ainda tem muito o que provar, e chegou a hora de mostrar que não é só uma loira privilegiada que ficou famosa por ser gostosa. Ela fazendo isso, já está de bom tamanho pra deixar a fãbase orgulhosa, mesmo que fracasse. Deixa os números para quem está começando agora e precisa disso para se firmar na indústria.

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Criminal disse:

Ainda não ouvi kkkk

Besteira isso, ela ainda não foi tomada pelo etarismo. Não é como se ela tivesse o tempo de carreira da Madonna, o público ainda espera dela. Ela botou os 2 últimos lead singles no Top 20 com 0 investimento, só por lançar. Com o buzz do #FreeBritney ela tem tudo pra voltar em #1 com single e vender bem com álbum. Investimento massivo funcionaria sim, assim como funcionou com a Mariah no Emancipation e com a Madonna no Confessions.

Ela pode até ter um bom desempenho inicial, visto que ela atrai muito buzz em tudo que lança. Mas estabilidade mesmo eu acho bem difícil, ainda mais se lançar algo em uma época de grande concorrência. Quanto a Madonna e a Mariah, épocas bem diferentes. A forma de consumir música mudou muito de lá pra cá, o que favoreceu uns e fodeu com a carreira de outros. E tem mais: Mariah e Madonna trabalharam duro entre 2005-2007 pra serem novamente acolhidas pelo público. Viajaram o mundo divulgando, bateram ponto em praticamente todos os eventos pra manter imagem sempre fresca,  o que refletia nos números. Eu não consigo imaginar a Britney, à essa altura do campeonato, com uma agenda tão corrida assim, não depois de tudo que ela enfrentou.  Ela dificilmente vai querer se matar de trabalhar, nem mesmo depois de livre. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Warner eu imploro eu suplico

Eles metem jabá sem dó nem piedade tanto nas rádios quanto nos streamings 

E sugam o máximo que podem de uma era 

A Dua Lipa lançou uns quatro singles antes de emplacar um sucesso e eles não desistiram, e assim que ela lançou Dont Start Now eles falaram que a era teria dois anos de duração (álbum, álbum remix, deluxe, turnê) 

E o jabá vem desde os primórdios... em 2005 eles deram celulares Motorola e sortearam viagens em Cruzeiro para radialistas q ticassem hung up em power rotation 

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Dragon disse:

A interscope é uma das poucas gravadoras consistentes em jabá, consulta boa de imagem e investimento em marketing e na qualidade de trabalho.

Várias preguiçosas só hitam pq estão lá. Oi Selena rs.

Eu também penso mais ou menos assim. Seria melhor nos desapegarmos de charts daqui pra frente, é claro que eu queria mais hits pra Britney, mas será cada vez mais difícil. Jabá nenhum segura o preconceito com cantoras mais velhas. Ela não emplaca nada em rádio desde 2013.

Se Britney quiser investimento vai ter que tirar do próprio bolso, que é o que a Beyonce deve fazer hoje em dia. As gravadoras estão mal das pernas.

E sim, é melhor flopar com algo bem feito, original e que ela realmente goste do que algo genérico pra tentar emplacar em rádio e agradar teen, sendo que provavelmente flopa do mesmo jeito.

Se bem trabalhado, o buzz do Free Britney pode render algo realmente, mas amigo... Acho que ela já foi pega pela questão da idade sim. Faz tempo que Britney não emplaca nada de vdd nos charts.

Os tempos desses comebacks da Mariah e da Madonna eram bem diferentes dos de hoje com a era do streaming. As gravadoras mijam muito nas novinhas e as rádios simplesmente não tocam as pós-30, salvo raras excessões.

Se os escândalos se intensificarem o buzz aumenta, o povão gosta é de polêmica. O barraco familiar público tem que acontecer... O álbum em 1 pode ficar garantido.

 

2 horas atrás, Queen Of Pop disse:

Ela pode até ter um bom desempenho inicial, visto que ela atrai muito buzz em tudo que lança. Mas estabilidade mesmo eu acho bem difícil, ainda mais se lançar algo em uma época de grande concorrência. Quanto a Madonna e a Mariah, épocas bem diferentes. A forma de consumir música mudou muito de lá pra cá, o que favoreceu uns e fodeu com a carreira de outros. E tem mais: Mariah e Madonna trabalharam duro entre 2005-2007 pra serem novamente acolhidas pelo público. Viajaram o mundo divulgando, bateram ponto em praticamente todos os eventos pra manter imagem sempre fresca,  o que refletia nos números. Eu não consigo imaginar a Britney, à essa altura do campeonato, com uma agenda tão corrida assim, não depois de tudo que ela enfrentou.  Ela dificilmente vai querer se matar de trabalhar, nem mesmo depois de livre. 

Justamente por essa mudança no consumo que eu acho que hoje tudo é ainda mais fácil, ela não precisa fazer turnê ou divulgar demais como a Dua Lipa, isso só se quiser estabilidade. Se a música for boa é só botar no topo das playlists que vai hitar. Realmente as rádios prejudicam pra estabilidade, mas só o retorno com clipe e investimento em streaming garante o #1. Os pontos da Hot 100 estão cada vez mais baixos, esse ano foi recorde de debut em #1 justamente porque o lançamento gera mais pontos, a maioria é carregado por streaming e isso vem de playlist, se ela receber investimento em playlist tá feita porque ela ainda é forte em vendas puras e a maioria não é. Se explorarem essa situação da curatela na música/clipe então...

Hoje em dia é muito fácil fazer hit acontecer sem se mexer muito, é questão de investimento: playlist, anúncio, tiktok, parceria. A única coisa que prejudica é rádio, mas ela consegue Top 10 facinho. Work Bitch se fosse lançada com o clipe seria Top 10, debutou em #13, caiu e com o clipe subiu e superou o peak, pegando #12. Se tivesse o clipe desde o começo era certo, Make Me também foi lançada sem clipe e não teve playlist nem nada, #17. Se tivesse saído com um clipe bom poderia pegar Top 10 também. E isso só fazendo o básico que todo artista faz que é lançar junto com o clipe. É muito potencial pra uma artista com o tempo de carreira dela, tem gente que veio bem depois e mesmo com todo o investimento só se sai um pouco melhor ou até igual a isso. 

Se ela usa o #FreeBritney como marketing, assim como a Taylor faz com toda situação da vida dela, vai se tornar o assunto do momento e render muita view/stream no single/álbum. Se juntar isso ao investimento pra mim não há dúvidas que ela consegue 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.



×
×
  • Create New...