Jump to content

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Gaganás

The New York Times publica artigo sobre Britney Spears

Recommended Posts

Vou ir atualizando esse post conforme for traduzindo ApSgzcE.gif Paciencia pois ainda vai demorar ApSgzcE.gif Muita coisa boa nesse texto ApSgzcE.gif

Att: Vou descansar um pouco e almoçar e depois continuo a traduzir ApSgzcE.gif Tempo que eu não fazia tradução, credo, muito cansativo ApSgzcE.gif Até 16h30min fica pronto ApSgzcE.gif

1

Durante anos, a vida de uma das maiores estrelas do pop esteve controlada por uma conservadoria aprovada pela corte, feita para pessoas que não podem tomar conta de si mesmas.

BRITNEY SPEARS ESTÁ PRONTA PARA SE CUIDAR SOZINHA?

por SERGE F. KOVALESKI e JOE COSCARELLI, 4 de maio de 2016

LAS VEGAS – As imagens perturbadoras parecem estar bem distantes agora: o conto “tabloidístico” da popstar-que-virou-um-caos - cabeça raspada, rosto distorcido e guarda chuva usado como um bastão policial enquanto ela batia na janela do carro de um paparazzi. Depois de mais de oito anos de seu meltdown, Britney Spears, em seus 34 anos, aparenta estar prosperando.

Em setembro, ela anunciou um contrato de dois anos e $35 milhões para extender sua residência no Planet Hollywood em Vegas. A Forbes a nomeou como a 5ª cantora feminina com maiores ganhos no ano de 2015, a frente de poderosas como Rihanna e Nicki Minaj, e ela está trabalhando duro em seu nono álbum, que se espera que seja lançado neste ano.

Com participações especiais na televisão e uma popular (e geralmente excêntrica) conta no Instagram contando com seu abdômen tunado e seus adoráveis filhos, a Senhorita Spears parece aquela rara celebridade que passou por poucas e boas para conquistar uma segunda chance.

“Eu estou em um lugar muito bom na minha vida”, disse Spears para a People Magazine ano passado, numa entrevista sobre sua vida pessoal, “Eu estou mais feliz do que já estive em toda minha vida”

A equipe de Britney a apresenta no palco como totalmente no controle, e nos bastidores, como a líder de seu show, uma artista em sua melhor forma. Mas essa visão parece estar em desacordo com as decisões tomadas rotineiramente sobre ela na corte em Los Angeles, onde uma doença mental e a dependência de substâncias levaram sua família a tomar medidas em 2008.

O que é uma conservadoria?

Entendendo a situação de Britney Spears — e como ela pode acabar.

Desde então, a vida de Britney tem sido controlada por uma conservadoria aprovada pela corte, conhecida em outros estados como tutela, feita para pessoas que não podem tomar conta de si mesmas.

De acordo com o arranjo, que é tipicamente feito para proteger os idosos, os deficientes mentais ou pessoas extremamente doentes, Spears não pode tomar decisões importantes, pessoais ou financeiras, sem a aprovação de seus conservadores: seu pai, Jamie Spears, e um advogado, Andrew M. Wallet. Suas compras mais simples, de uma bebida no Starbucks a uma música no iTunes, são rastreadas em documentos judiciais como parte do plano para “salvar” sua grande fortuna que acumulou mas não controla totalmente.

Enquanto os conservadores são amplamente creditados por terem “Salvado a carreira – e vida – de Britney”, sua estabilidade aparente e seu sucesso pessoal está afrontando a necessidade do continuamento das restrições.

Existem sinais recentes que os conservadores estão usando para reconhecer o grande progresso que ela fez. Depois de lutar com sucesso para impedí-la de depor em pelo menos três processos anteriores – ( o juiz tinha previamente concordado que fazer isso poderia causar “danos irreparáveis) – A conservadoria de Spears a permitiu depor nesta Segunda-Feira (02) em um processo contra ela aberto por um homem que se dizia empresário da mesma. Eles concordaram que dar tal testemunho não irá causar danos a ela, de acordo com os documentos da corte.

Poderia ester ser um desprendimento das restrições que ela está vivendo sob?

Nova música “Breathe On Me” adicionada a “Britney:Piece of Me em Vegas” Video por Britney Spears

Nem os conservadores nem seus empresários ou advogados vão discutir seu estado, e Spears não respondeu a múltiplos pedidos de entrevistas.

Enquanto não é possível ter uma conclusão exata da saúde mental de alguém de longe, os amigos de Spears e associados disseram em entrevistas disseram que, para ela, a conservadoria se tornou um fato que ela aceita em sua vida – não uma caverna, mas uma bolha protetora que a permite se preocupar apenas com suas verdadeiras paixões: a música e seus filhos

“Se alguém conhecesse a real Britney, eles saberiam que ela preferiria ser lembrada por ser a grande mãe que ela é do que pela artista que ela é”, disse David Lucado, um ex-namorado cuja relação com Britney declinou em 2014 em meio a acusações de infidelidade que Lucado nega. “E se qualquer um pudesse ver a forma com que ela trata suas crianças, eles saberiam que não há necessidade de uma conservadoria na vida pessoal de Britney”.

Desde o início da conservadoria, algumas restrições tem sido afrouxadas. Algumas reduções foram discutidas há anos atrás mas não foram levadas a frente, de acordo com uma pessoa que esteve involvida nos cuidados de Britney e que falou anonimamente.

Ultimamente algumas pessoas que iriam ajudar a decidir se a conservadoria iria acabar ou não são os conservadores e doutores que recebem taxas pelo trabalho em sua tutela.

O estado e progresso de Spears são medidos por um investigador da corte para seu caso, que deve apresentar relatórios sobre seu progresso a cada dois anos. (Aqueles que estão sob a tutela não tem necessidade de aparecer regularmente em frente de um juiz depois da nomeação dos conservadores)

E se Britney pedir para ser liberada, seu processo seria provavelmente liderado pelo homem que a corte aponta como seu defensor-chefe, o advogado Samuel D. Ingham III. O papel do Sr. Ingham é, entre outras coisas, ter certeza que os conservadores não estão saqueando seus bens, abusando de seu poder ou restringindo sua liberdade de forma inapropriada.

Há um debate na California sobre se os advogados nomeados pela corte fazem o suficiente para garantir os direitos daquele sob a conservadoria. No último ano, o Comitê do Senado do estado no Judiciário notificou em um relatório: “Em teoria, o conselho nomeado pela corte deve argumentar em nome daquele que está sob a tutela para optar pela alternativa menos restritiva para a conservadoria sempre que possível.”

O Sr. Ingham já ganhou mais $2 milhões em taxas pelo seu trabalho com Spears desde 2008. Isso é apenas uma adição para os $6.9 milhões pagos pelo estado para os conservadores e outros advogados que ajudaram a gerenciar a vida de Britney, que nunca questionou publicamente nenhum dos pagamentos, mas os críticos do processo questionaram.

“Enquanto ela estiver trazendo todo esse dinheiro e enquanto os advogados e conservadores estiverem sendo pagos, não haverá incentivo pra acabar com a conservadoria” disse Elaine Renoire, presidente da Associação Nacional para Interromper o Abuso de Guardiões, um grupo de advocacia. “Normalmente, a conservadoria apenas continua a não ser que o conservado faça uma reclamação ou a família faça”.

2

Em 2009, Britney Spears estava em crise. Enquanto os tabloides narravem seu comportamento problemático, sua família entrou em ação: Uma conservadoria foi iniciada.

ninguém questionou se Britney precisava de ajuda no início de 2008; no dia 30 de Janeiro, seu psiquiatra chamou por ajuda, e quando a ambulância deixou a casa da cantora em Los Angeles, ela foi escoltada por uma enorme leva de veículos policiais.

Por dias, Britney se comportou de forma bizarra, falando com um sotaque britânico e dirigindo a velocidades altíssimas. Agora ela estava atada a uma maca em direção ao Centro Médico U.C.L.A. Helicópteros zumbiam o tempo todo. Era a segunda vez em menos de um mês que Britney era levada a um hospital por uma ambulância para uma emergência psiquiátrica.

Qualquer um que estivesse assistindo aquele dia não iria reconhecer Spears como o fenômeno músical que, uma década antes, com olhos arregalados e 17 anos, tinha posado de calça e sutiã para a capa da Rolling Stone. Com hits incluindo “...Baby One More Time”, ela dominou os charts e seus primeiros quatro álbuns venderam um total de 30 milhões de cópias somente nos Estados Unidos.

Britney Spears - ...Baby One More Time Video by BritneySpearsVEVO

Mas assim como estrelas mirins antes dela, Spears enfrentou as pressões criadas pela fama repentina e fortuna. E uma vida pessoal agitada não ajudava. Em 2002, sua relação com Justin Timberlake terminou. Em Janeiro de 2004, ela casou com um amigo de infância de Louisiana em Las Vegas – uma união que durou 55 horas.

Nove meses depois, ela casou novamente, dessa vez com Kevin Federline, um dançarino. Dois anos depois, em Novembro de 2006, após o nascimento de seu segundo filho, ela se divorciou.

Abuso de drogas e álcool abasteceram seu declínio. Em 2007, Spears entrou para tratamento duas vezes, mas em ambas eles diminuíram sua estadia e ela ficou por pouco tempo. O abuso de substancias seria um fator decisivo na batalha para manter a custódia de seus filhos. A ideia de perder o contato deles a atormentou, segundo associados. Depois de ser avisada que havia perdido a custódia deles em Outubro de 2007, ela passou uma noite dormindo em um estacionamento, de acordo com documentos da corte. (Desde então, ela já elaborou um acordo de custódia com Kevin Federline).

“Isso claramente não colaborou em nada com ela no controle do navio”, disse Peter Katsis, que foi parte de sua equipe em 2007. “Foi esmagador para ela quando ela se deu conta.”

O tipo de condição mental que aflingiu Spears nunca foi divulgado publicamente. Mas, qualquer que fosse, em 2008 ela já parecia estar totalmente possessa por ela. Embora divorciados, os pais dela, preocupados, decidiram que sua filha estava em crise.

Seu pai, um ex-soldador, trabalhador de petróleo, cozinheiro e alcoólatra em recuperação, submeteu a família a anos de “abuso verbal, abandono” e “comportamento problemático” como resultado de seu vício em bebida, de acordo com o que a mãe de Britney, Lynne Spears, publicou em seu livro de 2008 “A História Por Trás do Sucesso”

Mas seus pais reconstruiram algum tipo de relacionamento depois de Jamie parar de beber, e resolveram intervir.

Após dias de jejum e oração, o Sr. E Sra. Spears pediram para que a corte estabelecesse uma conservadoria temporária para sua família, que iria dar ao pai controle sobre seu tratamento, visitantes, segurança e dia-a-dia. No dia 1º de Fevereiro de 2008, enquanto Lynne ainda estava no hospital, uma juíza, Reva G. Groetz, cumpriu seu desejo.

“Eu estremecia só em pensar”, Lynne escreveu no livro, descrevendo suas preocupações sobre os que influenciavam Britney naquele tempo, “a que ponto de desespero teríamos que chegar para ganhar novamente a carga de nossa filha.”

No início, Britney pensou em desafiar o regime, de acordo com Adam Streisand, um dos dois advogados que ela falou na época. Streisand dis que Spears falou com ele que ela não estava confortável com seu pai como conservador de suas finanças

“Estava claro para mim que ela estava agitada”, disse Streisand. “Mas meu senso era de que ela tinha capacidade de escolher um advogado e de que ela poderia tomar uma decisão racional”

O juiz, porém, citando uma avaliação médica recente, disse que a cantora não seria capaz de contratar seu próprio advogado. Streisand disse que ele respeitou a opinião do doutor e foi embora.

“Britney queria se opor a conservadoria,” ele disse, “mas ela também estava extremamente preocupada com seus filhos e parecia entender que a melhor coisa a se fazer para ver as crianças era aceitar.”

No fim de 2008, a conservadoria se fez permanente. Em Março de 2009, Spears estava de volta em turnê

Inicialmete, porém, ela parecia frustrada pelas restrições

“Eu acho que eu estou muito controlada”, ela disse durante uma entrevista com a MTV em 2008. “Se eu não estivesse sob as restrições que estou, eu iria me sentir tão livre.”

Ela continou, “Não tem excitação, não tem paixão.” E depois: “Mesmo se você vai para a prisão, você sabe que vai ter uma hora que você vai sair. Mas nessa situação, nunca acaba.”

Desde então, Spears disse muito pouco publicamente sobre esta situação.

Link to post
Share on other sites




×
×
  • Create New...