Jump to content
BritneySpears.com.Br: Rebellion

InTheJudgment

Membro
  • Content Count

    11,415
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    70

InTheJudgment last won the day on September 23

InTheJudgment had the most liked content!

About InTheJudgment

  • Rank
    Someday (I Will Understand)
  • Birthday 12/06/1997

Profile Information

  • Gender
    Male

Recent Profile Visitors

24,218 profile views
  1. Que fofa! E é fã mesmo ne pq citou e explicou a tutela e tudo
  2. Mas no Britney tinha o conceito de ela estar amadurecendo e saindo da era juvenil que passava os dois ultimos álbums. No ITZ ela já estava no auge da maturidade. Por isso que até o ITZ foi ótimo. O Blackout também, inclusive. Só que o Circus, por exemplo, deveria ser um dos álbuns mais pessoais dela, no que diz respeito à temática nas letras. O FF ok que é o Confessions da Brit. O BJ o que tenho a ver. Mas o Glory era pra exaltar ela como mulher. Era pra ser empoderador. Mas enfim, não depende só dela e isso já estamos carecas de saber. É ÓBVIO que o Circus e o FF nunca que sairiam mais profundos com a equipe que estava por trás. O Glory não foge disso. Por isso, não julgo a fada. Ela trabalha com o que pode. Mas com a liberdade, gostaria de ver ela abordando temas mais profundos, não necessariamente falando sobre tutela. Mas sobre coisas da vida mesmo e sobre outros sentimentos e etc. Ela tem MUITO potencial pra isso e Someday e Everyday traduzem isso
  3. Não entendo muito bem disso, mas essas opções parecem ser ótimas : A menos que ela tenha peito pra ter o próprio selo e se tornar independente. Teria que trabalhar bastante, mas o retorno seria à altura
  4. Se o fundo fosse diferente, seria PERFEITA pra ser a capa!!!!!!!
  5. Eu fiquei ABSMADO com a Britney se chamando de Vadia. Ainda mais quando vi o refrão né kkkkkkkkkkkk mas GM eu achei muito futurística na época e tinha algo que me chamava atenção, mas não sabia o que
  6. O corpo de Britney e as perninhas de graveto da Paris
  7. "Quando esse negócio da tutela acabar, vão querer ela pendurada num mastro, dançando seminua e suada com vários dançarinos e tudo estará ok. Certo?" Foi o que vc disse no final do seu texto. O "errado" foi apenas a resposta para o "certo?". E mesmo amando o Glory, não deixei de expor minha opinião sobre o tema dele ser basicamente o mesmo que ela vem lançando desde o ITZ: amor, festa, sexo. A produção do Glory é incrível. Mas liricamente ele é sim limitado e isso é old
×
×
  • Create New...